jump to navigation

Doze maneiras de combatermos as mudanças climáticas Quinta-feira, 28, Maio, 2009

Posted by Samy in Uncategorized.
add a comment

“Seja você um indivíduo, uma organização, uma empresa ou governo, há uma série de ações que você pode por em prática para reduzir as emissões de gás carbônico. Você pode pensar que nem sabe por onde começar, mas ao ler isto, você já começou!

1. Assuma um compromisso

Reduzir suas emissões de gás carbônico não é diferente de qualquer outra tarefa. Dizer às pessoas que você irá reduzir emissões de gás carbônico pode parecer simplista, mas mesmo em simples ações como anunciar seu comprometimento em se tornar “carbono neutro”[1] pode ser eficaz.

2. Avalie onde você está

Saber onde e como você produz e emite gases de efeito estufa é o primeiro passo no sentido de reduzi-los. Para pessoas físicas e pequenas empresas, calculadoras on-line e avaliações internas podem ajudar a iniciar o processo. Organizações maiores podem necessitar de aconselhamento e ferramentas especializadas, tais como a nova norma ISO 14064, para verificação e contabilidade da emissão dos gases de efeito estufa, para compreender, quantificar e gerenciar essas emissões.

3. Decida e Planeje para onde pretende ir

Com base na sua avaliação dos riscos e oportunidades que geram impacto no clima, uma estratégia e um plano de ação podem ser desenvolvidos. A maioria das casas ou empresas podem reduzir a utilização da energia em 10 % – o que quase sempre resulta em uma redução de 10 % das emissões de gases com efeito. Reduzir esta energia pode resultar em economia instantânea.

4. Des-carbone a sua vida

Você pode comprar produtos de madeira ou papel que aderem aos padrões internacionalmente certificados. Utilizar papel reciclado pode economizar 1,4 toneladas de CO2 para cada tonelada de papel e papelão.

As cidades podem melhorar as opções de transportes públicos, as empresas podem incentivar hábitos de baixo teor de carbono e os indivíduos podem organizar revezamentos de caronas ou usar os transportes públicos. Armazenamento seguro de bicicletas e instalações de duchas e vestiários, por exemplo, são um forte incentivo para aqueles que podem fazer uso de bicicletas.

5. Obtenha eficiência energética

Medidas muito simples podem levar a economias imediatas. Apenas desligando as luzes, motores, computadores e ar condicionados desnecessários, pode reduzir substancialmente o desperdício de energia e dinheiro. Também considere o que fazer com o equipamento quando estiver concluída a sua vida útil. Alguns fabricantes oferecem serviços de retomada ou reciclagem. Cuide também das normas de eficiência energética. Para aparelhos domésticos já existe uma classificação do consumo de energia elétrica que define sua eficiência.

6. Mude para energia de baixa emissão de carbono

Se possível, mude para fontes de energia que emitem menos carbono e geram menos custo. Em muitas partes do mundo os clientes podem optar por ter uma percentagem da sua eletricidade fornecida a partir de uma fonte renovável de energia, tais como um parque eólico. Estes programas de “escolha verde” estão atingindo a maturidade e provando ser um poderoso estímulo para o crescimento da oferta de energia renovável.

Biodiesel e bioetanol são biocombustíveis fabricados a partir de culturas, como trigo, soja, milho e cana-de-açúcar. Eles são muitas vezes misturados com gasolina ou diesel, e quase todos os veículos podem ser abastecidos com misturas de até 10 por cento, sem alteração.

7. Investir em compensações e alternativas mais limpas

A escolha para aqueles que pretendem compensar as suas emissões restantes é financiar uma atividade que reduza as emissões. Isto é comumente chamado de “compensação de carbono” ou “crédito de carbono”. O conceito de carbono neutro inclui a idéia de neutralizar as emissões de carbono através do apoio às poupanças noutras regiões.

Para comprar compensações, os indivíduos ou as empresas investem em uma empresa que implementa ou coordena projetos que evitem, reduzam ou absorvem gases com efeito estufa. As alterações climáticas são problemas globais, sendo assim, a redução de carbono terá o mesmo impacto, não importando onde as práticas sejam executadas.

8. Se torne eficiente

Olhando para a sua vida pessoal e profissional através de uma lente de carbono neutro pode ajudá-lo de outras formas, aumentando a eficiência da utilização de recursos, evitando e reduzindo os resíduos e, em última instância, melhorando o seu desempenho global e reputação.

9. Oferecer ou adquirir produtos e serviços de baixo-carbono

O mercado de produtos e serviços benéficos ao clima e ao meio ambiente está em rápida expansão, a partir de produtos energeticamente eficientes para os novos sistemas de energia renovável.

Uma abordagem mais sistemática vem da área de “design para a sustentabilidade”, que inclui a concepção do ciclo de vida e consciência ambiental na concepção e fabricação do produto. Esta nova abordagem considera os aspectos ambientais em todas as fases de desenvolvimento para criar produtos com o menor impacto ambiental ao longo de todo o ciclo de vida do produto

10. Compre verde, venda verde

O mercado para produtos ecológicos e serviços está crescendo rapidamente. Em muitos países pesquisas de consumidores relatam que um número crescente de consumidores estão dispostos a comprar produtos verdes, se dada a escolha. No entanto, o mercado de produtos verdes permanece subdesenvolvido porque as pessoas ainda acham difícil localizar produtos ou confiar em suas reivindicações ambientais.

11. Forme uma equipe

Muitas empresas do setor privado estão cada vez mais próximas de organizações não governamentais, cidades e governos comprometidos a identificar e aplicar as melhores práticas de soluções para reduzir as emissões. Do mesmo modo, os governos locais e nacionais vêm procurando oportunidades de parcerias com as empresas privadas para fornecer soluções de baixo teor de carbono.

12. Converse

A crescente importância das alterações climáticas e seus impactos sugerem que chegou o momento de empresas e organizações se comunicarem. A transparência é fundamental. A internet e outros novos meios de comunicação impossibilitam que empresas, organizações e governos se escondam. É de extrema importância que todos os setores da sociedade se conscientizem e adotem práticas ecologicamente corretas. Através do diálogo podem surgir criativas e inovadoras idéias.”

Anúncios

Deixe sua rotina diária mais verde Terça-feira, 26, Maio, 2009

Posted by Samy in Uncategorized.
add a comment

O tema desse ano para o Dia Mundial do Meio Ambiente é Seu Planeta Precisa de Você! UNidos para Combater as Mudanças Climáticas. Este dia nos possibilita refletir, agir e mudar nossa comunidade.   

Nós todos podemos fazer a nossa parte para proteger o planeta, seja usando menos ou agindo mais. Se “tornar verde” não é tão difícil quanto você pode pensar. Aqui nós o guiaremos por 30 simples maneiras de “esverdear” sua rotina diária.
Faça HOJE o seu comprometimento. Adote todas essas dicas na sua rotina. Incentive seus amigos e familiares a fazerem o mesmo. Se envolva!

EM GERAL:

1-Plante uma árvore! Ajude a campanha da UNEP “Plantemos para o Planeta”, cujo objetivo é plantar 7 (sete) bilhões de árvores – uma para cada habitante do planeta – até o final deste ano. Três bilhões já foram plantados. Em cada continente do mundo árvores podem ser plantadas!

2-Procure comunidades carentes ou Organizações para doar objetos que você não precisa ou não quer mais. Faça isso ao invés de apenas joga-los fora.

ROTINA DIÁRIA

MANHÃS…

Banheiro:

1-Parece algo que não precisa ser lembrado, mas muitos de nós esquecemos que podemos economizar água com simples hábitos como não deixar a torneira aberta enquanto fazemos a barba, lavamos o rosto ou escovamos os dentes.

2-Utilizar o calor do sol para aquecer a água economizará energia, e você ainda pode economizar no consumo de água instalando no seu banheiro chuveiros de baixo fluxo. Você ainda pode instalar no seu aquecedor um “timer”, que regula o consumo de energia dispensado para aquecer a água. 

3-Fazer a barba com barbeador elétrico ou navalha, ao invés de barbeador descartável, pode diminuir a quantidade de lixo da sua casa. E plante uma árvore!

4-Use toalhas para secar rosto e mãos, ao invés de papel, que acumulam lixo. Pendure suas toalhas regularmente, para mantê-las sempre secas, assim você pode fazer uso diversas vezes sem precisar lavá-las constantemente. 

Café da Manhã:

1-Amantes de suco ou iogurte podem contribuir ao comprar sucos concentrados e iogurtes com embalagens retornáveis, ao invés de embalagens unitárias e descartáveis.

2-Muitos de nós gostamos de folhear o jornal durante nosso café da manhã, mas considere a possibilidade de ler as notícias em espaços públicos como Cafés e escritórios. Mas, se você prefere ter o seu próprio exemplar, não se esqueça de reciclar!

3-Quando preparar seu almoço ou lanche para as crianças levarem para a escola, escolha embalagens reutilizáveis ao invés de embalá-los com papel alumínio ou filme plástico.

4-Ao sair de casa, não se esqueça de desligar todas as luzes e retirar da tomada os carregadores, pois eles continuam a consumir energia mesmo quando não estão carregando;

INDO AO TRABALHO:

1-Não saia de casa sem sua sacola retornável, pois você pode dizer “não” à sacolas plásticas sempre que fizer compras.

2-Por mais radical que possa parecer, no mundo de hoje onde “quanto mais fácil melhor”, e o jeito mais fácil de reduzir sua emissão de carbono é evitando automóveis. Desligue os motores e pedale sua bicicleta, caminhe, peça carona, utilize transporte público ou qualquer alternativa.

3-Se você não tem outra opção a não ser seu veículo para ir ao trabalho, verifique o modelo do seu carro e opte por combustíveis alternativos. Mantenha os pneus do veículo sempre calibrados.

4-Ao enfrentar engarrafamentos no trânsito para ir ao trabalho, tente desligar o motor se você perceber que ficará parado por longos períodos. E plante uma árvore!

5-Para aqueles que sofrem de stress no trânsito, lembre-se que rápidos arranques e altas velocidades desperdiçam combustível. Então, se você quer economizar combustível e salvar o planeta ao mesmo tempo, acelere gradualmente – Conte até 10 e diga o planeta precisa de mim!

NO TRABALHO:

1-Usar copos de vidro/canecas é uma boa opção para a preservação do meio ambiente e uma alternativa para copos plásticos e não-biodegradáveis!

2-Reserve garrafas e jarras no escritório para enchê-las com água potável, ao invés de comprar novas garrafas plásticas. 80% das garrafas plásticas são recicláveis, mas apenas 20% delas de fato são.

3-Quando você precisar de um bloco de anotações, vire a página de um antigo documento ou rascunho. Poupe papel!

4-Se não existe um sistema de reciclagem no seu escritório, inicie um você mesmo! Reciclar nosso lixo contribui para redução das emissões de carbono e, conseqüentemente, do aquecimento global.

5-Quando você precisar ter uma cópia impressa, certifique-se que optou pela impressão em ambos os lados do papel. Essa prática é uma ótima “salvadora de árvores”!

6-Diminua a emissão de carbono do seu escritório programando os computadores, monitores, impressoras, copiadoras e outros equipamentos para desligarem automaticamente após longos períodos de desuso. E plante uma árvore!

7-Desligue todas as luzes desnecessárias, especialmente em salas vazias e corredores. Uma forma muita fácil de economizar energia.

8-Se você está em busca de personalizar seu ambiente de trabalho, não pense duas vezes: Plantas! Os humildes vasos de plantas são ótimos para o meio ambiente porque removem as impurezas e poluentes presentes no ar.

DEPOIS DE UM LONGO DIA:

1-No verão ou meses mais quentes, considere usar um ventilador em conjunto com seu aparelho de ar condicionado, para distribuir o ar frio mais eficazmente pelo ambiente.

2-Não coloque lâmpadas ou televisores próximos ao termostato do ar condicionado. O calor emanado por esses aparelhos pode confundir o termostato, fazendo o ar condicionado funcionar por mais tempo do que o necessário.

3-Quando estiver com preguiça, não jogue suas roupas limpas na cesta de lavar roupas apenas para evitar pendurá-las! Use seus jeans mais de uma vez…

4-Para lavar roupas e louças use produtos ecológicos. É a melhor opção para você e para o meio ambiente! E nós mencionamos plante uma árvore?!”

Fones de ouvido Quinta-feira, 14, Maio, 2009

Posted by Samy in Saúde.
add a comment


Atualmente sempre que saio na rua vejo alguém com fone de ouvido. Seja nos mp3, 4, 5… ou no celular tem sempre alguém com fones. As pessoas estão sempre tentando fugir da barulhera das ruas, ou distrair a mente com uma boa música, pra ver se ajuda o tempo passar mais rápido. Mas cuidado, o uso excessivo dos fones pode causar surdez. A música muito alta é o principal fator, logo em seguida vem o tempo que você passa com os fones. A perda da audição é gradativa ficando mais difícil de percebermos. Assim, ouça sua música sempre no volume médio pra baixo e nunca fique muito tempo com os fones.

Eu sempre adorei usar fones, mas depois de algum tempo eles deixavam minha orelhas doloridas, assim, mesmo que eu quisesse continuar ouvindo eu tinha que parar. O engraçado é que eu sempre xingava reclamava dos fones e de seus fabricantes por isso, mas no final das contas era até um ajuda para que eu não fique muito tempo com os danadinho!

Fica a dica 😉

Poupe no supermercado Quinta-feira, 14, Maio, 2009

Posted by Samy in Dica.
add a comment

Todo mundo já ouviu a frase que dinheiro não nasce em árvore e é por isso que resolvi fazer uma compilação de dicas que vi por aí, para te ajudar a poupar.

A dica de hoje é para o supermercado.

Faça sempre uma lista de compras anotando apenas aquilo que realmente precisa e procure segui-la. Assim você não se esquece de comprar nada.

Separe a lista por setor. Quanto menos andar pelo supermercado menor será a tentação de consumir e você ainda termina mais rápido.

Nunca vá ao supermercado na hora das refeições ou com fome. Uma pessoa com fome tem a tendência de comprar aquilo que não precisa. Foi o que aconteceu comigo ontem, eu tava com vontade de comer coxinha aí fui ao mercado comprar e saí de lá com 2 caixas de coxinhas, mousse de limão, gatorade, chocolate e escova de dentes.

Não leve as crianças. Os produtos do interesse delas estão estrategicamente distribuídos mais abaixo nas prateleiras de modo a desperta-lhes a atenção. Essa era uma dica que alguém deveria ter dado pra minha mãe quando eu era pequena, pois o mercado era meu parque de diversões.

Dizem que os produtos mais caros estão na linha dos olhos, mais acima ou mais abaixo estarão os mais baratos. Eu realmente nunca reparei nisso, mas vou investigar e conto pra vocês!

O dia do pagamento é um dia feliz e de tanta felicidade a gente acaba gastando mais do que deve então evite fazer compras no dia do seu pagamento, pois a sensação de dinheiro no bolso aumenta a tentação para extravagâncias. Só vá ao mercado depois de contabilizar todas as despesas.

Evite o desperdício. Só compre embalagens que realmente serão consumidas naquele período de tempo, ou poderá haver perda de produtos, muitos deles tem vida útil curta após abertas.

Essa dica é clássica, mas funciona, pesquise os preços antes de comprar!

Compre frutas, legumes e verduras de época, eles são mais baratos e mais nutritivos. Fora de época a produção é menor e os preços sobem. Se puder compre as frutas em feiras e não em mercados, pois elas são mais baratas e mais frescas.

Verifique datas de validade dos produtos, itens com preço mais baixo podem significar produtos com data de vencimento muito curto.

Fica a dica! 😉

Vale-Cultura Quinta-feira, 14, Maio, 2009

Posted by Samy in Utilidades.
add a comment
   

A gente não quer só comida?

 

 

A gente não quer só comida!

 

O Vale-cultura, uma das propostas que compõem a reformulação da Lei Rouanet, em consulta pública, fará com que pelo menos 12 milhões de trabalhadores disponham de R$ 50 mensais para consumir cultura. Quanto isso pode ajudar na valorização da cultura?

Por Anna Carolina Raposo

Entre as propostas apresentadas pelo Ministério da Cultura na reformulação da Lei Rouanet, em consulta pública na internet até meados de maio, uma iniciativa anima o mercado cultural: o Vale-Cultura. O novo subsídio integrará a cesta de benefícios da qual usufruem trabalhadores registrados, funcionários das empresas de lucro real, ou tributável. Eles receberão, além dos vales refeição e transporte, o montante extra de R$50 para ser gasto exclusivamente com alimento para a mente. Se sair do papel, o Vale-Cultura poderá gerar um aumento estimado em 12 milhões de pessoas entre consumidores de livros, teatro, cinema, exposições.

O ministro Juca Ferreira, quando apresentou o projeto, comparou seu funcionamento ao do “tíquete-refeição”. No salário do trabalhador, a dedução será de R$10, ou 20% do valor estabelecido para o benefício. O governo arcaria com 30%, e os outros 50% seriam assumidos pelas empresas. A expectativa do MinC é que de o mercado cultural seja impactado de forma similar ao setor alimentar depois de instituído o vale-alimentação. Se for aprovado pelo Congresso, o vale-cultura representará uma preocupação, até então inédita, com o investimento no consumo, e não apenas na produção cultural, dizem os especialistas consultados.

Mais que comida

“Existe um aspecto muito positivo, que é ajudar na formação de um público para cultura. Não é só o aumento do público que consome cultura, mas o incentivo a uma mentalidade de procura pela cultura, proporcionar o acesso a pessoas que antes não tinham”, afirma Fábio Fabio Maciel, presidente do Instituto Pensarte, organização cultural de interesse público que promove debates e ações sobre os avanços das políticas culturais no Brasil.

Para Maciel, o benefício auxilia na conscientização sobre a relevância da cultura para a formação individual, intelectual. “É um primeiro passo para uma revisão de valores. Mas será necessária a divulgação da importância em participar da cultura. O trabalhador tem que ver que aquilo vale a pena, afinal, ele também está pagando por isso”. Segundo o MinC, apenas 14% da população brasileira vai ao cinema ao menos uma vez por mês, 92% não frequenta museus, 93% nunca vai à exposições de arte, e 78% nunca assiste a espetáculos de dança.

João Leiva, presidente da J. Leiva Cultura e Esporte, consultoria especializada no desenvolvimento de políticas culturais e esportivas para empresas, acredita que, independentemente da aprovação, uma proposta como a do Vale-Cultura gera uma discussão positiva sobre a importância dada à cultura. “É uma boa iniciativa e pode ter sucesso. Existe o benefício econômico direto de aumentar bilheteria, mas há um benefício maior, o de aumentar o acesso do trabalhador à cultura e a educação. As grandes dificuldades, no entanto, são um reconhecimento interno na empresa sobre o valor disso, e o sentimento do trabalhador de que o benefício realmente agrega”.

Fábio Maciel crê que não haverá resistência por parte dos empregadores em aderir ao Vale-Cultura. “No que diz respeito à imagem, pode ‘pegar muito bem’. Por conta disso, várias empresas vão aderir”, acredita.

Democratização

O presidente do Pensarte prevê ainda mudanças na abordagem dos produtores de cultura com relação à divulgação de seus eventos e conteúdos. “Deve haver uma propaganda mais dirigida, em contato com as empregadoras. Vão ser criadas parcerias com essas empresas para fazer a divulgação de uma maneira direta para os próprios funcionários”, considera.

Para Maciel, o Vale-Cultura é a parte inicial de um longo processo de democratização da cultura. “No princípio, os R$50 não vão garantir acesso às produções culturais mais caras, mas vai possibilitar uma difusão maior da produção artística. A possibilidade de escolha aumenta. E, se pensarmos em ações conjuntas atreladas ao fomento à produção, espetáculos caros podem se tornar bastante acessíveis ao público. As pessoas às quais o vale beneficia já têm suas necessidades básicas atendidas. Depois que garante-se a sobrevivência, valoriza-se o humano. E investir em cultura é valorizar o Humano”.

E para você, o vale auxiliaria na promoção da cultura?

Via E- Books


Óculos escuros Quinta-feira, 14, Maio, 2009

Posted by Samy in Fashion.
add a comment

 

oculos

"Quem não tem colírio usa óculos escuros"

Já falei aqui no blog sobre o boné que se tornou um acessório no visual masculino. Hoje eu trago outro item que tem sofrido o mesmo tipo de transição: os óculos escuros. Mais do que uma mera proteção aos olhos os óculos escuros entraram com tudo no look dos boys. Existem vários modelos e marcas, entretanto a lupa é o mais usado. Tem acontecido uma situação inusitada, os óculos escuros podem ser vistos até mesmo quando não há sol, até mesmo a noite. Essa moda é comum entre os artistas, cantores como Carlinhos Brown adotaram religiosamente o acessório em todas as ocasiões. Eu já acho no pouco exagerado, mas tem gosto para tudo. Os óculos escuros realmente dão um tchan no visual, além de proteger nosso precioso sentido que é a visão, mas cuidado com os óculos de camelô, pois não trazem benefício algum, exceto para o bolso mais o custo-benefício não vale a pena. Enfim usem e abusem dos óculos escuros garotos!

Bloqueio Terça-feira, 12, Maio, 2009

Posted by Samy in Uncategorized.
add a comment

Faz muito tempo que não posto, né? Estou meio bloqueada pro blog… Tenho várias ideias de posts, mas na hora de escreve não sai… Pretendo voltar a escrever logo logo… bjos